sábado, 28 de novembro de 2009

O que vejo por ai... Bebida provoca danos aos cofres públicos.

Pois é! As 15 horas, do dia 27 de novembro de 2009, flagrei essa cena na rua 7 de abril. No coração da Sampa. O pobre desempregado bebeu muito e se apoiou na lixeira pública! Mas nem a lixeira pública deu guarida ao pobre ser humano, vencido pela fraqueza física, psíquica, filosófica, teológica... Não! Ele não suportou a sua própria carga. Nem a lixeira pública, tanto que arriou, quebrou-se, tombou para o lado. Nesse estado deplorável da condição humana, ele, o pobre homem, se torna invisível aos olhos dos semelhantes. Invisivel aos semelhantes, obviamente, não estou falando dos semelhantes ao seu estado de miséria, mas ao próximo humano. Mas para a minha câmera de um simples apaarelho de celular, ninguém é invisível. A câmera não precisa olhar nos olhos para enchergar um desventurado, um morador de rua, um mendigo,...

Minha lista de blogs preferidos