sábado, 19 de setembro de 2009

AEL- Academia Estudantil de Letras da Escola Cecília Meireles

Comemorou no dia 14 de setembro, o 2º aniversario da sua Fundação. A festa aconteceu no Teatro do CEU Quinta do Sol
Rua Luiz Imparato, 564, Vila Cisper

“Faze a tua palavra perfeita
Dize somente coisas eternas.”
Cecília Meireles


ACADEMIA ESTUDANTIL DE LETRAS CECÍLIA MEIRELES
http://www.aelceciliameireles.zip.net/


Tema:
PRIMAVERA DE CORES E AUTORES

Trecho do convite:
“O evento constará de apresentações literomusicais e será agraciado com a presença de poetas, escritores, músicos, jornalistas, professores, alunos acadêmicos precursores e demais academias estudantis: AEL Padre Antônio Vieira – da EMEF Padre Antônio Vieira; AEL Monteiro Lobato – da EMEF Pref José Carlos de Figueiredo Ferraz; AEL Lygia Fagundes Telles – da EMEF Octávio Mangabeira; AEL Machado de Assis – da EMEF Major Silvio Fleming; AEL Monteiro Lobato, da EMEF Pref. José Carlos de Figueiredo Ferraz; AEL Lygia Fagundes Telles, da EMEF Octávio Mangabeira; AEL Pedro Bandeira, da EMEF CEU Prof. Rosângela Rodrigues Vieira; AEL Castro Alves, da EMEF Gen. Othelo Franco; AEL Carlos Drummond de Andrade, da EMEF Prof. João Franzolin Neto; e futuras academias: EMEF Assad Abdala, EMEF José Bonifácio, EMEF Infante D. Henrique e EMEF Arthur Alvim.”

Maria da Glória Almeida da Silva
Diretora da EMEF Cecília Meireles;

Vânia Cláudia Autieri dos Anjos –
Presidenta e Coordenadora dos Estudos Literários no Ciclo II;

Elisabete Cristina de Oliveira e Vania C. P. Castanharo –
Coordenadoras dos Estudos Literários no Ciclo I;

Maria Sueli Fonseca Gonçalves –
Coordenadora do Projeto AEL- DRE Penha.
***
Foi uma deliciosa tarde literária. Fiquei muito feliz em ter comparecido ao evento. Na oportunidade, como de praxe, fiz o meu curtíssimo discurso. Sou conhecido no projeto AEL- Academia Estudantil de Letras implantado em escolas municipais, por conta das minhas palestras em duas dessas academias, a convite da Idealizadora do projeto, Maria Sueli Fonseca Gonçalves. Os acadêmicos - estudantes adolescentes – são especiais pelo fato de gostarem de literatura e poesias. Todos esses acadêmicos são talentosos ou, simplesmente amam a literatura e, só por essa razão, inscrevem-se nas academias.
“Quando as aptidões de uma pessoa são bloqueadas, ela se torna pestilenta”. Frases de um livro de psicologia da Faculdade. Com certeza esses jovens correm menos riscos de se tornarem pestilentos. Há um lugar, um espaço, onde eles podem extravasar as suas inspirações, as suas aptidões literárias, os anseios da alma. Enquanto isso, os tais caminhos perniciosos que se apresentam como salvadores, a todos os desiludidos e pestilentos, são descartados. A literatura e a Poesia podem salvar os nossos jovens. Os nossos velhos, também?
Palestra na AEL Escola Cecília Meirelles
- Video da festa: http://www.youtube.com/watch?v=vob7i9sZzHk

Minha lista de blogs preferidos