terça-feira, 2 de março de 2010

I Seminário promovido pela Caravana do Cordel

CARAVANA DO CORDEL PROMOVEU SEU I SEMINÁRIO

Neste último 28 de Fevereiro, para quem ainda tinha dúvidas, ficou perceptivo a força que tem o cordel. Em pleno domingo chuvoso, cerca de 40 pessoas compareceram do I SEMINÁRIO DE CORDEL . O evento foi uma realização do Movimento-Escola Caravana do Cordel, visando um novo olhar, melhor discuti-lo e, sobretudo, perseguindo meios de ampliá-lo. Assessorado pelo Dr. Aderaldo Luciano que abordou pontos pouco falados no meio cordeliano. E pelo poeta, folclorista e pesquisador Marco Haurélio, que apresentou um panorama atual da produção e publicação de Cordel no Brasil. Crispiniano Neto, secretário de cultura do Rio Grande do Norte, informou o que vem sendo feito em termos de políticas públicas relacionadas ao cordel em nível de Brasil. O seminário foi considerado por todos os participantes um sucesso. Veja abaixo o discurso de abertura do evento lido por Cacá Lopes e escrito por Varneci Nascimento e Pedro Monteiro:

Pseudo-pesquisador,
Desatento, sem postura,
Já causou para o cordel
Uma série de “lesura”
Negando-lhe o status
Próprio de literatura.

Por isso, que nós poetas,
Cansados de escutar,
Absurdos sobre o tema
Resolvemos convidar
Vocês pra pormos as coisas
No seu legítimo lugar.

Uma confusão imensa
Espalhou-se no geral,
Que herdamos o cordel
Da Europa, que é igual,
O que se produz aqui
Ao mesmo de Portugal.

Estudos hoje comprovam
De maneira fascinante:
Cordel é literatura
Um gênero muito importante,
Não tem quase nada a ver
Com o nome de barbante.

Isso são só alguns tópicos
Entre os quais discutiremos,
Sepultando os embaraços,
Sem problemas ficaremos,
Com quem veio palestrar
Nossas dúvidas, tiraremos.

Não pedimos privilégio,
Mas, queremos o direito,
Pra esta literatura,
Um merecido conceito,
Pois só assim ao cordel,
Hão de tratar com respeito.

Contudo, reconhecemos,
Mudanças em andamento,
Livros de cordéis lançados
A todo e qualquer momento,
É muito bom, mas não é,
O fechado cem por cento.

Por isso, o movimento,
Do cordel quer ser fecundo,
Propor algo que alcance
A todo globo rotundo,
Para que o mundo seja,
De cordel pra todo mundo.

Assim lhes agradecemos,
Por está aqui presente,
E também é bom que saiba
Quanto isso alegra a gente,
Há de ser muito melhor,
Unidos daqui pra frente.

Cada presença é marcante,
Estudante ou editor,
Amante da poesia,
Curioso ou professor,
Poeta ou jornalista,
Mestre ou pesquisador.

Sintam-se em suas casas
Aproveitem pra valer.
Amemos mais o cordel,
E em algo podem crer:
Só com esforço de todos
O cordel pode crescer.

Porque sei que é imenso
O seu lindo itinerário,
Por quem devemos lutar,
E torná-lo planetário!
Pra você que está perto
Agora declaro aberto,
O Primeiro Seminário.

Minha lista de blogs preferidos